Notícias
12 de Outubro de 2012

Museu Afro Brasil abre exposição "Sangue e Água - Percursos no Bom Jesus de Braga", de Manuel Correia


Foto da Noticia
Museu Afro Brasil abre exposição "Sangue e Água - Percursos no Bom Jesus de Braga", de Manuel Correia
2424 pessoas leram esta notícia.

A cidade de Braga, no norte de Portugal, acumula tanto as marcas da presença do Império Romano na Península Ibérica como as do poder dos arcebispos da Igreja Católica. De forte e exuberante influência na região do Minho, o catolicismo se espraiou intensamente na arquitetura, nas artes e na política bracarenses.

Imponente, erguida sobre as bases de um antigo templo romano e com vestígios das várias fases da construção da cidade, a Sé de Braga entrou para o imaginário mundial dos fiéis católicos, mas não encerra, em seus limites, o halo formado por crucifixos, insígnias e batinas.

Na freguesia de Tenões, não muito distante da Sé, o santuário do Bom Jesus pontifica em um dos montes de Braga. Além de firmar-se como centro de devoção popular, tornou-se ainda um monumento grandioso da história da arquitetura religiosa em Portugal, expressada numa Via Sacra com escadório de 581 degraus, culminada pela igreja projetada pelo arquiteto Carlos Amarante, no século XVIII.

Cercado de mata e rasgado por um funicular , esse cenário foi absorvido e observado, intimamente, na última década, pelo fotógrafo português Manuel Correia, 46 anos, que traz a exposição "Sangue e Água - Percursos no Bom Jesus de Braga" para o Museu Afro Brasil, em São Paulo, a partir de 12 de outubro, às 13h.

Texto Museu Afro Brasil

São Paulo, 12 de Outubro de 2012