Notícias
04 de Maio de 2018

14ª Semana da Europa no Brasil

Muito mais que uma semana. Experimente!

Foto da Noticia
873 pessoas leram esta notícia.

A Semana da Europa é a melhor oportunidade para brasileiros vivenciarem a experiência de mergulhar no magnífico mundo europeu e suas diversidades, sem sair do Brasil.  Por isso, uma semana é muito pouco e os mais de 20 eventos e centenas de atrações começam em maio e vão até o início de julho, percorrendo 13 capitais brasileiras.

Na 14ª edição, a Semana da Europa vai proporcionar experiências lúdicas e culturais, como a participação de aulas experimentais de idiomas, oficinas de gastronomia, bazar, corrida de rua.

Com o tema “Democracia”, um importante valor para a União Europeia, a Mostra do Cinema Europeu percorrerá 11 cidades, onde serão exibidos 17 filmes dos mais variados países: Alemanha, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, França, Finlândia, Hungria, Itália, Irlanda, Países Baixos, Portugal, República Checa e Suécia. Raridades que dificilmente entrariam no circuito comercial.

Já o tradicional Concerto Clássico Europeu, no dia 15 de maio, traz a Brasília músicos notáveis, que estarão no Brasil exclusivamente para executar, ao lado da renomada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, um programa de compositores europeus de referência.

Nesta edição, participam o regente polaco Piotr Sulkowski, diretor geral e artístico da Orquestra Filarmônica de Olsztyn, na Polônia, o violinista italiano Domenico Nordio - um dos musicistas mais aclamados do nosso tempo - e a mezzo-soprano portuguesa Cátia Moreso, considerada pela crítica uma grande revelação no canto lírico.

“Esse é o sentido de toda a programação da Semana da Europa. Queremos mostrar aos brasileiros que pode haver união na diversidade e que é possível exercer a democracia representativa mesmo com realidades diferentes”, afirma o Embaixador da União Europeia no Brasil, João Cravinho.

Todos os eventos da Semana da Europa são promovidos pela EUNIC Brasil (Associação dos Institutos Culturais, Embaixadas e Consulados de países membros da União Europeia) junto com a Delegação da União Europeia no Brasil.

Programação completa em https://www.semanadaeuropa.org/eventos

PARTICIPAÇÃO PORTUGUESA DA SEMANA DA EUROPA 2017

•06 de maio – Brasília (7h)

CORRIDA DA UNIÃO EUROPEIA

semanadaeuropa.org/corridauniaoeuropeia

Local: Eixão Sul

Os participantes poderão optar entre as modalidades individuais de 5 e 10 km ou o novo percurso de 10 milhas (16,09km). No final do evento será realizado o sorteio, entre todos os participantes que concluírem o percurso, de duas passagens aéreas, para qualquer destino da Europa que seja operado pela companhia aérea TAP – Air Portugal. Será também sorteada uma passagem para os atletas que comparecerem ao Bazar Europeu no dia 12 de maio.

•12 de maio – Brasília (11h às 16h)

BAZAR EUROPEU

https://www.semanadaeuropa.org/bazareuropeu

Local: Cultura Inglesa

O Bazar contará com estandes de países membros da União Europeia, apresentações de música e dança, venda de comidas típicas, distribuição de brindes e sorteio de uma passagem para a Europa para os atletas da 14ª Corrida União Europeia.

Participação portuguesa: Delícias Lusas (doces portugueses) e Empório Lusitano (vinhos portugueses).

•10 de maio a 02 de julho – Diversas cidades

FESTIVAL DE CINEMA EUROPEU

semanadaeuropa.org/mostradecinemaeuropeu

Local: Vários Locais

Filme que irá representar Portugal: “ZEUS” - Direção: Paulo Filipe Monteiro

cinept.ubi.pt/pt/filme/10096/Zeus

Esta é a história real de Manuel Teixeira Gomes. Um escritor de ótima literatura erótica que é eleito Presidente da República – caso único no mundo. Promove políticas reformistas, apoia os operários, combate a banca. Mas, ao fim de 26 meses diz: basta. Estou farto. Qual é o primeiro barco a sair de Lisboa? Não é daqui a um mês, é já. Zeus? É um cargueiro? Não me importa, hão-de levar-me. Não me interessa para onde vão. Parto sem um papel, nada que me lembre a minha vida de escritor ou de Presidente. E assim, aos 65 anos, muda de vida. Vai para o Norte de África, convive com os nômades do deserto, instala-se na Argélia, aí morre 15 anos depois. A sua vida deu um filme: um hino à vida, à liberdade, à coragem, ao sensualismo e à amizade.

10 de maio | 19h | Curitiba

12 de maio às 18h30 em Brasília (Cine Brasília)

17 de maio | 18h | Salvador

26 de maio | 18h30 | Goiânia

30 de maio | 17h | Aracajú

30 de maio | 18h30 | Belém

7 de junho | 19h | Florianópolis

14 de junho | 19h30 | Belo Horizonte

17 de junho | 16h | Manaus

23 de junho | 19h | Recife

25 de junho | 19h | Porto Alegre

•15 de maio – Brasília (20h)

CONCERTO CLÁSSICO

semanadaeuropa.org/concerto-classico

Local: Cine Brasília

Os artistas europeus convidados, o maestro regente Piotr Sulkowski da Polônia, o violinista italiano Domenico Nordio e a cantora mezzo-soprano portuguesa Cátia Moreso se apresentarão com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro.

Programa:

A.Dvorak - Dança Eslava Op.46 no.1

Max Bruch- Concerto em sol menor para violino e Orquestra

Violinista Domenico Nordio

Bizet, Opera Carmen; Habanera e Seguidilla

Opera Don Carlo “O Don Fatale”

Saint Saens - mon coeur a ta voix

Verdi - Meio-Soprano Catia Moreso

Richard Strauss - Til Eulenspiegel

Maestro - Piotr Sulkovski

Cátia Moreso (Solista Portuguesa)

Aclamada pela crítica como tendo um "registo grave refinado e bronzeado, e seus agudos potentes e ressonantes" a mezzo-soprano portuguesa Cátia Moreso tem como planos futuros de 2017/18, 3.ª Maid, em Elektra de Strauss no TNSC, Stabat Mater de Rossini no TNSC, o papel La Ciesca em Gianni Schicchi nos Dias da Música no CCB, o papel de Dorabella em Cosi fan Tutte na Gulbenkian, Requiem de Verdi em Hastings em Londres, Stabat Mater de Pergolesi no Festival de Famalicão, a estreia mundial das Canções Húngaras de Fernando Lopes-Graça no Festival Terras Sem Sombra, Nona Sinfonia de Beethoven no TNSC.

Cátia Moreso estudou no Conservatório Nacional de Lisboa e na Guildhall School of Music and Drama, em Londres, onde obteve a licenciatura em canto e o grau de Mestre (Curso de Ópera). Bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e do Lionel Anthony Charitable Trust, estudou no National Opera Studio com Susan Waters. Venceu o 2º Concurso de Canto da Fundação Rotária Portuguesa e recebeu também o Prémio Bocage no Concurso Luísa Todi e o 1º Prémio no Concurso de Canto José Augusto Alegria. Em 2013 ganhou o prémio Aria friends bursary do Wexford Opera Festival.

O seu repertório de ópera inclui, entre outros, os seguintes papéis: Jocasta em Oedipus Rex, Suzuki em Madame Butterfly e La baronesa em Lidane e Dalmiro (TNSC), Ježibaba e 3ª Ninfa em Rusalka em Valladolid, Mother Goose em The Rake's Progress de Stravinsky, Tisbe em La Cenerentola de Rossini, Eva em Comedie on the Bridge, Clotilde em Norma, 2ª Bruxa e Espírito, em Dido e Eneias (TNSC), Maddalena e Giovanna em Rigoletto de Verdi, Eboli em Don Carlo de Verdi e La cieca em La Gioconda de Ponchielli (Valladolid, Espanha), Giano em Il Trionfo d’Amore, Dianora e Elisa em La Spinalba de F. A. de Almeida; Hanna Wilson/Tracy, em The Losers de Richard Wargo, 3ª Dama, em A Flauta Mágica (Festival de Wexford);  Baronesa, em Chérubin de Massenet; Elisa e Dianora em La Spinalba de F. A. de Almeida; Madame de Croissy e cover de Mère Jeanne, em Dialogues des Carmélites; Zanetto, na ópera homónima de Mascagni (Opera Holland Park), Carmella, em La vida breve de Falla (Festival de Tanglewood); Marcellina, em Le Nozze di Figaro (Fundação Calouste Gulbenkian), Carmen, Santuzza em Cavalleria Rusticana de Mascagni e Mrs. Quickly  em Falstaff (Woodhouse, Londres), Tulipa em O Rapaz de Bronze de Nuno Côrte-Real, Mother em The Monster in the Maze de Johnathan Dove.

Em concerto foi solista em Missa Solemnis de Beethoven, Elias de Mendelssohn, Paixão Segundo São João de Bach, Amor Brujo  de Falla, Te Deum de Marcos Portugal, Messias e Te Deum de Händel, Te Deum  de Zelenka (Fundação Calouste Gulbenkian), 9a Sinfonia de Beethoven, Oratória de Ascensão: Lobet Gott in seinen Reichende Bach, Requiem de Verdi (Clonter Opera), Duruflé e Mozart’, Nelson Mass de Haydn, Gloria  e  Magnificat de Vivaldi, Stabat Mater e Magnificat de Pergolesi, Magnificat, Christmas Oratorio e Oratória de Páscoa de Bach. Stabat Mater e Petite Messe Solennelle de Rossini, Mass No. 3 (Gulbenkian e Philipe Herreweghe) e Te Deum de Bruckner, 2nd harlot Solomon de Händel (Gulbenkian Foundation, Lisbon), St. Paul  de Mendelssohn, Requiem de Bomtempo. No domínio da música contemporânea, cantou as

 
Veja algumas fotografias relacionadas com a notícia
FotoFotoFotoFotoFotoFotoFoto