Notícias
04 de Janeiro de 2019

Exposição de Cândido Portinari no Museu do Neo-Realismo em Portugal

Café, de Cândido Portinari, é a porta de entrada da plástica neo-realista em Portugal

Foto da Noticia
81 pessoas leram esta notícia.

Apresentada pela primeira vez em Portugal, em 1940, no Pavilhão do Brasil, a quando da Exposição do Mundo Português, Café assumiu-se como o primeiro contacto presencial que artistas, intelectuais e escritores portugueses, na altura do Estado Novo podiam ter com uma obra que se aproximava sem equívocos às ideias neo-realistas. Nas suas obras, Portinari opta pela figuração, da representação da realidade do trabalho operário e agrícola, que se acreditava poder proporcionar uma leitura mais imediata da mensagem da obra de arte do que a abstracção. 

Tal como nos sugere Luísa Oliveira, em artigo no Público e que nós vivamente recomendam a sua leitura AQUI, Portinari destacou-se como um dos primeiros artistas internacionais, que na época mais impulsionou a abertura de horizontes, dos caminhos da arte moderna portuguesa.

Café, que hoje está no Museu de Belas-Artes do Rio de Janeiro, regressa agora a Portugal para, no Museu do Neo-Realismo de Vila Franca de Xira, integrar uma boa exposição onde é contextualizado na realidade cultural portuguesa. A exposição poderá ser visitada até dia 3 de Março, terça-feira a sexta-feira das 10h às 18h, sábado e domingo das 10h às 19h.

A entrada é gratuita.

 

 

 
Veja algumas fotografias relacionadas com a notícia
FotoFoto